Como Empreender de Forma Consciente



O que você entende sobre o assunto da moda chamado Empreendedorismo?

Já pensou que sua ideia pode se transformar em um ótimo negócio?

 

Muitas pessoas veem como exemplo de sucesso o CEO do FacebookMark Zuckerberg ou os criadores do GoogleSergey Brin e Larry Page. Todos esses exemplos de pessoas que ficaram ricas com o empreendedorismo, são de jovens universitários com uma ideia boa e tempo de sobra para se arriscar nesse meio. Mas as coisas não são tão simples assim e não é todo o mundo que tem uma boa ideia e consegue se dar bem no mundo dos negócios.

O Brasil é um país com pessoas incrivelmente criativas e possui um enorme potencial de crescimento em diversos setores e áreas, mas o aparato burocrático do funcionalismo brasileiro dificulta a forma de se administrar, com muitas preocupações e cobranças do governo. Além da desistência dos próprios empreendedores de fazer com que seu negócio dê certo. De acordo com um estudo realizado em 2015, pelo Sebrae, 24,4% das empresas nacionais não chegam a dois anos de existência e 60% delas acabam fechando antes do 5º ano.

Dependendo do tipo de empreendimento que você irá abrir, o sistema do governo irá dificultar mais ou menos a sua situação. A localização que você irá começar o seu negócio também é importante, pois existem alguns governos municipais que funcionam mais do que os outros, com relação ao empreendedorismo e têm algumas vantagens e iniciativas.

Existem organizações que apoiam o empreendedorismo no Brasil e que são fundamentais para quem está iniciando esta atividade. A Endeavor é uma instituição sem fins lucrativos que promove um ambiente de negócios, onde estimula o crescimento e o impacto dos empreendedores, além de propor soluções para distorções burocráticas nacionais e tornando-as mais transparentes e objetivas.

 

Sua empresa se encaixaria ao termo “Startup”?

 

Se você está oferecendo uma ideia totalmente inovadora, com um modelo de negócios que você acredita ser escalável (atingir o maior número de usuários, a custos relativamente baixos) e repetível (deve ser possível replicar ou reproduzir o consumo de seu serviço ou produto de forma simples, sem o crescimento na mesma proporção de recursos humanos ou financeiros) a sua futura empresa pode ser considerada uma famosa startup.  

 

 

  • Há muitos desafios em um empreendimento, mas nada como uma boa ideia e iniciativa. Por isso, separamos para você alguns conselhos valiosos para quem está começando nesse meio, de acordo com o portal Realização Empreendedora e a organização Endeavor:

1.Você não precisa de muito dinheiro para abrir um negócio

É claro que não dá pra começar um negócio com zero reais, é preciso sim um mínimo de investimento. O que você irá aplicar em seu empreendimento, varia de acordo com o que você planeja comercializar. Geralmente, serviços são mais baratos do que criar e distribuir um produto.

 

Ao procurar um algum tipo de investimento ou investidor, como: anjo, seed money, aceleradora, venture capital ou incubadora, veja se realmente eles agregarão sinergia, mentoria, networking e se você se identifica com a proposta. Pois isso influenciará o futuro do seu empreendimento. E aí virão os aspectos econômicos do deal.

2. O modelo de negócios não é a primeira coisa a se fazer

Não perca tempo com planejamentos longos, você não precisa fazer um extenso plano de negócios. Veja livros que façam com que você tenha um planejamento descomplicado e com uma metodologia de modelagem objetiva como: Design Thinking, Customer Development, Lean Startup, Lean Canvas, Canvas, Value Proposition Design. Com protótipos e produtos mínimos viáveis (MVP) que consigam te auxiliar a validar as possíveis hipóteses.

 

3. Complemente seu negócio encontrando um sócio

Cuidar das finanças, vender e entregar o produto são coisas que fazem parte do dia-a-dia do empreendedor. Mas se vocês às compartilhar com um sócio, as coisas se tornam muito mais ágeis e completas. Por isso, encontre o sócio ideal!

 

4. Tire sua ideia do papel

Fale sua ideia para duas ou mais pessoas, pois quanto mais opiniões, mais você irá enxergar seus pontos fracos e irá receber críticas construtivas. Ao aproveitar os feedbacks, mais desenvolvido será o seu modelo de negócios.

Faça também o seu pitch, até ter certeza de que está bom. Explique seu negócio religiosamente na frente do espelho ou para todos os seus amigos e parentes. Dessa forma, as chances surgirão com mais facilidade.

Portanto, arregace as mangas, saia da sua zona de conforto e repita todo o processo. Se houverem falhas, falhe rápido e toque o barco. Se não cometer erros, é porque você está seguindo de maneira efetiva e está devagar demais.

 

5. Ter uma empresa não é mais fácil do que ter um emprego

Enquanto que no seu trabalho existem algumas pessoas que estão acima de você, realizando estratégias de mercado e processos internos, em seu empreendimento você só vai poder recorrer a si mesmo e, talvez, um sócio.  

Por isso, não peça demissão para abrir uma empresa, sem pensar duas vezes. Aguente um pouco mais, comece seu negócio devagar, em paralelo ao seu emprego, mas não desista do seu objetivo.

 

6. Valorize o seu tempo

Dinheiro é algo material que você poderá recuperar se perder em algum momento, mas o tempo é algo que não volta mais.

Pergunte-se como você estava há um ano e como você gostaria de estar hoje. Não há dinheiro que compre esse tempo perdido, em que você poderia estar independente financeiramente, ter uma carreira de sucesso e mais qualidade de vida.

 

7. É importante construir uma cultura organizacional

Você já bolou o seu modelo de negócios e testou previamente que é escalável, identificou um problema claro de um mercado grande, inovou em seu projeto e viu que ele pode se destacar, o modelo operacional também está se desenvolvendo, anda conquistando alguns clientes, equipe contratada e evoluindo…

O passo a seguir é crescer de uma maneira sustentável e se proteger dos riscos e imprevistos que provavelmente irão chegar, mas como fazer isso?

Você cria uma cultura organizacional ao avaliar os profissionais que trabalham em sua empresa, vê que eles fazem a diferença, constrói seu empreendimento baseado em valores, persegue um propósito e um sonho grande.

 

8. Persista em sua ideia e seja humilde ao iniciá-la

Vá em congressos, eventos, encontros, feiras, faça o famoso networking e adicione pessoas que trabalham na mesma área que a sua, que te inspiram ou que podem ser futuros clientes. Validar o sistema operacional de sua empresa, é um dos pontos chaves para iniciar o seu negócio. Ser humilde para reconhecer que ainda tem muito o que aprender e conhecer, isso faz com que você se destaque como empreendedor.

Por isso, não desista, o Brasil é um país de pessoas com veia empreendedora, grande criatividade e agentes efetivos de mudança da sociedade.

 

  • Quer estruturar sua empresa com uma gestão estratégica e com um modelo financeiro conciso? Conheça cursos disponíveis na plataforma do Tabula, como os de FinançasVarejoGestãoMarketing e Contabilidade.  

Comentários

Sem Comentários